Bordado dogon

Em Bamako, capital do Mali toda procura por índigo aponta para o país dogon, forma popular de se referir à região habitada por esta sociedade. Os dogon, se tornaram conhecidos aos olhos do ocidente desde as controvérsas expedições e relatos do etnólogo francês Marcel Griaule. Os curtas exibidos no início das sessões dos cinemas franceses à propósito da cultura local e a divulgação da cosmogomia dogon e seus conhecimentos astronômicos a propósito da estrela Sírius atraíram inúmeros pesquisadores, curiosos e turistas impactando no cotidiano e na vida social e econômica da região, procurada desde então pelo etno turismo. A presença de panos chamados índigo no comércio é relativamente frequente

Exposição Textiles du Mali

Entre as atrações do Museu Nacional do Mali está a mostra “Textiles du Mali“, que reúne tecidos e vestimentas coletadas desde 1987 para mostrar tradições ainda vivas hoje – mas que correm risco de desaparecer. Apesar do Mali ser o segundo maior produtor do continente, atrás apenas do Egito, o algodão quase não é mais usado no circuito artesanal tradicional – os fios industriais substituíram o algodão filado à mão, desencadeando novas estéticas. Hoje, é o tingimento do bazin que move a economia e a moda local. Mesmo feito com produtos químicos e no tecido industrial importado, ele perpetua a renovação de um conhecimento local, como informa o texto de apresentação da exposição. Em entrevista c

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon


Onde encontrar

Rua Padre Carvalho, 77 Pinheiros - SP

WhatsApp: 11 99394-7286